Coisas do mundo MS Windows

Posted by josemoutinho On junho - 28 - 2011

A Computerworld/EUA noticiou, em 22/6, que apesar das empresas estarem migrando cada vez mais máquinas para o Windows 7, o Windows XP da Microsoft ainda está presente em 6 de cada 10 computadores. O resultado é constante do relatório divulgado pela empresa de pesquisa Forrester.

A nova versão do M$ Windows equipou cerca de 21% dos computadores corporativos que acessaram o site da Forres­ter, em março último. Embora represente mais do que o do­bro da mesma plataforma no ano anterior (9,5%), o Win­dows XP (com 10 anos de idade) continua como o sistema operacional mais utilizado no mundo corporativo. Em mar­ço, os sistemas com XP representaram 59.9% de todas as 400 mil máquinas que visitaram o domínio Forrester.com, oriundos de 2.500 empresas.

Segundo disse à Computerworld, Ben Gray, analista da For­rester e um dos co-autores do relatório, a adoção do Win­dows 7 está acelerando, todavia, ao mesmo tempo, o XP mantém-se majoritário, apesar de figurar no “corredor da morte” da Microsoft. A empresa irá interromper os updates de segurança em abril de 2014.

Ou seja, a Microsoft vai apelar para ignorância, uma vez que não está conseguindo impor uma boa versão do M$ Windows, pós XP. É incrível, mas não duvide que tenham algumas máquinas rodado o Windows 98, mesmo sem atualizações. Coisas do mundo software proprietário.

De acordo com a Forrester, tanto o XP quanto o Vista perde­ram parcelas de mercado para o Windows 7 nos últimos 12 meses, entretanto foi o Vista que teve a queda mais expressi­va, despencando de 11,3% em abril de 2010 para apenas 6,2% em Março de 2011. Os dados mostram que o Vista fi­gurava com 14% em novembro de 2009, um mês antes do lançamento do Windows 7.

Fonte: Revista Espírito Livre, com informações do idgnow.uol.com.br

Compra do Skype pela Microsoft gera receios

Posted by josemoutinho On maio - 11 - 2011

A Microsoft contrariou rumores de parceria e anunciou a compra do Skype, segundo informaram todas as agências de notícias internacionais. O acordo, que custou US$ 8,5 bilhões, foi considerado a maior compra já feita pela Microsoft. O Skype havia sido comprado pelos proprietários do eBay por US$ 2,6 bilhões, em 2006.

Fontes reportaram que entre os compradores interessados pelo Skype estavam Facebook e Google, mas a Microsoft ganhou o “leilão”.

Tal compra, com certeza, gerará uma série de ponderações sobre o futuro do Skype com a Microsoft, que historicamente restringe seus serviços em suas plataformas proprietárias. Especialistas dão conta de que o sucesso do Skype reside no fato deste rodar em várias plataformas e dispositivos, mesmo sendo proprietário.

O Guia do Hardware, liderado por Carlos Morimoto, criador da saudosa distribuição Linux, Kurumin, fez a seguinte observação: “a comunidade de software livre já não via o serviço com bons olhos, agora a coisa deve ficar pior ainda”.

O GH lembra, ainda, que o Skype havia perdido a parceria que permitia que ele fornecesse números de telefone fixos no Brasil. Um post no blog oficial diz que já fecharam acordo com um novo parceiro, o GT Group (de São Paulo) e que os números online continuarão sendo fornecidos, precisam apenas de um curto espaço de tempo para os ajustes necessários.

Segundo lembrou Morimoto, o Skype pertencia ao eBbay, que “não sabia bem o que fazer com o serviço e nunca o conseguiu fazer dar algum lucro. Pelo contrário, apesar da oferta de serviços com o Skype-in e o Skype-out, o serviço acumulava dívidas de US$ 686 milhões, que naturalmente foram saldados com folga usando parte do cheque da Microsoft”.

O Skype possui 663 milhões de usuários, sendo o serviço de telefonia mais utilizado, superando as grandes operadoras de telefonia, possuidoras de algumas dezenas de milhões de assinantes.

Morimoto lembrou, também, que quem usa o Skype no Linux ou no MacOS tem também motivos para se preocupar. “Apesar da promessa da Microsoft de que ‘manterá o desenvolvimento dos clientes para outros sistemas’, fica claro que eles não receberão muito carinho”.