libreoffice-51

Foi lançado na última quarta-feira (10) o LibreOffice 5.1 trazendo várias novidades como, por exemplo, uma interface de usuário redesenhada, facilitando ainda mais o uso, melhor interoperabilidade com arquivos OOXML, suporte para leitura e gravação de arquivos em servidores da nuvem, aprimoramentos para o formato de arquivo ODF 1.2, bem como funções adicionais de planilha e recursos adicionais e uma série de melhorias sob o capô.

“LibreOffice 5.1 é mais um passo à frente para concluir a nossa visão de uma suíte de escritório sob medida para as necessidades e preferências do usuário”, diz Bjoern Michaelsen, diretor da The Document Foundation (TDF) e um dos principais desenvolvedores do LibreOffice. “Desde 2010, nós já passamos por ciclos de desenvolvimento diferentes para limpar o código e torná-lo mais ágil. Estamos agora numa fase em que estamos perto de fornecer uma interface de usuário melhor”, concluiu.

O que há de novo no LibreOffice 5.1

Dando uma olhada mais de perto nos novos recursos implementados no LibreOffice 5.1, podemos notar uma interface gráfica de usuário completamente reorganizada que torna mais conveniente e mais rápido para os usuários acessarem recursos mais usados ​​da suíte de escritório. Há agora um novo menu para cada um dos principais componentes do LibreOffice, como Calc, Impress, Draw e Writer. Além disso, muitos dos comandos de menu e ícones foram reposicionados.

Interoperabilidade com formatos proprietários é novamente uma das funcionalidades mais pedidas para a suíte de escritório gratuita, e o LibreOffice 5.1 promete adicionar um melhor suporte para documentos criados com softwares proprietários, incluindo o Microsoft Office 2016 e o Apple Keynote 6. Planilhas criadas com a aplicação Gnumeric também são melhor suportadas no LibreOffice 5.1.

Por último, mas não menos importante, o LibreOffice 5.1 adiciona novas funções de planilha (Calc), tais como uma engine de fórmulas melhorada com características como linha adesiva e âncoras de coluna, suporte para o formato ODF 1.2, interoperabilidade com planilhas OOXML e melhorias para tabela estruturada de referências. Além disso, os usuários agora podem acessar documentos armazenados em servidores de arquivos remotos como o Google Drive, Sharepoint e Alfresco através do menu Arquivo.

Mais detalhes sobre o LibreOffice 5.1 podem ser encontrados nas notas de lançamento no site oficial, através deste link. O download da nova versão da suíte de escritório pode ser feito clicando aqui.

Com informações de Softpedia, The Document Foundation[1]  [2] e LinuxBuzz.