Revista Espírito Livre – Edição #069

Posted by admin On maio - 12 - 2015
Revista Espírito Livre - Ed. #069 - Dezembro 2014

Revista Espírito Livre – Ed. #069 – Dezembro 2014

Revista Espírito Livre - Ed. n #069
Revista Espírito Livre - Ed. n #069

A sétima edição do Fórum Espírito Livre retorna novamente a São Mateus/ES. Assim como em 2013, esta edição ocorreu de 4 a 6 de novembro de 2014, durante a 2ª Semana de Ciência, Tecnologia e Inovação de São Mateus e Região Norte do Espírito Santo, em São Mateus/ES. Durante os três dias de evento, estudantes, técnicos e todos que de alguma forma participaram do evento, tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre código aberto, novas tecnologias, software livre e tantos outros temas bacanas que foram discutidos nas diversas atividades.

Gustavo Rocha demonstrou aos participantes o que é a democracia virtual ou e-democracia, que se trata de uma forma de discussão entre o governo e a população, através da Internet. Gustavo também falou dos dados abertos que é conteúdo que pode ser livremente usado, modificado e compartilhado por qualquer pessoa para qualquer finalidade.

Tatiana Miriam também esteve presente falando da importância das mulheres no universo da TI. Ela afirma que as mulheres possuem habilidades que são muito importantes para atuar na área de TI e que a falta de informação sobre as possibilidades e perspectivas nessa área e o preconceito podem ser fatores relevantes motivando as mulheres para escolherem outras profissões. Além disso, a profissão é “taxada” como masculina. Mas atualmente, esses preceitos estão ultrapassados.

Gilberto Sudré, que sempre nos brinda com sua presença, explicou o que são delitos digitais e como eles ocorrem. Sudré ainda afirmou que alguns destes crimes podem ser encontrados no nosso dia a dia como a pirataria (programas de computador, livros, filmes e músicas), uso indevido de imagens pessoais, a fraude eletrônica (senhas, acesso e estelionato, o vírus de computador, o furto de dados e uso indevido de marcas).

As diversas temáticas, aliadas à participação de especialistas em suas áreas, fizeram mais uma vez toda a diferença.